Durante toda a gestação o bebê é ligado à mãe através do cordão umbilical. É por ele que o feto recebe todos os nutrientes que vão permitir que ele se desenvolva e cresça até ficar pronto para nascer.

Logo após o nascimento do bebê o cordão é pinçado e cortado deixando apenas o coto umbilical. Inicialmente seu aspecto é gelatinoso e vai se tornando mais escurecido e seco com o passar dos dias. Geralmente quando mamãe e bebê recebem alta da maternidade o coto umbilical ainda não cicatrizou e caiu.

É muito comum os pais terem dúvidas sobre a melhor maneira de cuidar do coto umbilical do seu bebê recém-nascido. Por mais que os cuidados sejam muito simples, é fundamental realizá-los corretamente para evitar problemas.

Vamos dar algumas dicas de como fazer isso:

  • Antes de tudo lave bem as mãos.
  • Higienize o coto umbilical a cada troca de fraldas e após o banho usando um cotonete embebido em álcool 70%.
  • A limpeza deve ser feita com movimentos circulares e suaves, iniciando-se da base e, posteriormente, limpando o restante do coto.
  • Não se preocupe! O bebê não sente dor no local pois não há terminações nervosas no coto, no máximo ele pode sentir um desconforto pois o álcool é gelado.
  • Sempre posicione a fralda abaixo do umbigo. Isso evite que o coto fique abafado e sofra atrito com a fralda.
  • Nunca puxe o coto umbilical. Deixe que ele se desprenda sozinho.
  • Não use faixas, moedas ou qualquer outro objeto para cobrir o umbigo. Isso prejudica sua cicatrização e aumenta as chances de infecção.
  • O coto umbilical costuma cair em média entre o 7º e o 15º dia de vida do bebê

É importante sempre ficar atento à alguns sinais de alerta indicativos de infecção.

Caso seu bebê apresente algum dos sintomas abaixo, procure seu pediatra:

  • Vermelhidão intensa no coto e ao redor dele
  • Aparecimento de inchaço no local
  • Presença de pus ou secreção amarelada
  • Mal cheio no local
  • Febre